Com certeza! Afinal, a principal função do medicamento homeopático é o fortalecimento do sistema imunológico. 

De jeito nenhum! Os efeitos da homeopatia são notáveis, inclusive em casos crônicos que já se arrastam por um bom tempo. A verdade é que estamos acostumados com o raciocínio de que “o remédio X é para tratar a doença X”, mas esquecemos que nem todo tratamento segue essa mesma lógica. É preciso lembrar que a homeopatia não trata doenças e sim doentes. 

MITO. Quando o paciente diz que o medicamento funcionava antes e agora não funciona mais, diversos fatores podem estar envolvidos, entre eles a mudança do terreno do paciente (seu organismo como um todo), o que leva à escolha de outro medicamento ou do mesmo em outra dinamização; mas não existe resistência em homeopatia.

Basta uma mudança brusca de temperatura ou o simples contato com a poeira que os sintomas começam a surgir: dores de cabeça, sensação de peso na face, obstrução ou corrimento nasal. Somete quem sofre desse mal, sabe que a sinusite pode ser um verdadeiro transtorno para um dia a dia mais tranquilo.

- “ATCHIM!”
- “Saúde!”

Sentiu aquele leve incômodo no nariz? Então você conhece bem essa sensação. Afinal, ela é bastante presente no dia a dia de quem sofre de rinite alérgica. Basta uma mudança brusca de temperatura ou o simples contato com a poeira que você logo começa a espirrar, não é mesmo?

Embora não haja uma cura para a doença, um método alternativo e bastante eficaz para combater o Alzheimer e seus sintomas é a homeopatia. Os medicamentos homeopáticos são uma ótima maneira de ajudar a tratar partes específicas da doença, além de retardar seu progresso.