De modo geral, os sintomas exercem uma função importantíssima de nos indicar quando há algo de errado acontecendo em nosso organismo. Dor de cabeça, tosse e mal-estar são alguns exemplos, no entanto, nada como a febre para acionar o sinal de alerta em muitos pais. Mas, será que posso tratar febre infantil com homeopatia? Bom, é isso que a Renascer Homeopathia irá responder hoje. Acompanhe!

 

Primeiro, entenda o que é febre!

A febre é um mecanismo de defesa do próprio organismo para combater a agressão de um agente externo ou uma doença dos órgãos internos. Esse sintoma, caracterizado pela elevação da temperatura corpórea, estimula a ação dos glóbulos brancos e dos anticorpos, que logo entram em ação para aumentar ainda mais a capacidade de eliminar microrganismos e outras anomalias estranhas ao corpo. 

Embora essa afirmação possa causar estranheza, acredite: a febre demonstra que a criança é saudável. Isso mesmo! A febre indica, em linhas gerais, que o sistema imunológico está em atividade e apto a atuar em sua defesa para auxiliar numa recuperação mais rápida. Crianças desnutridas ou com doenças graves têm seu sistema imunológico fragilizado e, por isso, frequentemente apresentam infecção sem febre, dificultando a detecção do problema. 

 

Então, o que fazer em casos de febre infantil?

Conforme apontado acima, a febre indica que o sistema imunológico está reagindo a algo, daí a necessidade de prestar muita atenção. No entanto, antes de entrar em pânico, saiba que a maioria dos quadros febris é provocada por doenças infecciosas comuns e de curta duração e que ao deixar a febre agir, o organismo tende a combater a infecção de forma mais eficaz do que com a interrupção medicamentosa.

Medicar com antitérmicos minimizará somente o mal-estar da criança, mas não encurtará a evolução da doença. Ao contrário disso, irá barrar a reação de defesa natural do organismo podendo até tornar a doença crônica ou prolongar seus efeitos. Lembre-se: sem a febre, o organismo fica fragilizado e, assim, aumenta a vantagem do agressor. 

Por esses e outros motivos, os homeopatas respeitam a febre de seus pacientes. Para esses profissionais, o mais prudente é não interromper ou enfraquecer as defesas do organismo com medicamentos, banhos ou outras atitudes que visem diminuir a temperatura corporal. Quanto mais tempo o paciente permanecer na condição febril, mais rapidamente superará o processo infeccioso.

 

Ok, mas posso tratar febre infantil com homeopatia?

O foco do tratamento homeopático está no reequilíbrio da energia vital do indivíduo, atuando diretamente na causa do problema e não simplesmente nos sintomas externados pelo paciente. Nesse sentido, a homeopatia aposta na compreensão do ser humano em todos os seus aspectos, sejam eles biológico, psicológico, emocional, ambiental, social, entre outros. 

Em processos febris, especificamente, você pode aproveitar todos os benefícios da homeopatia para tratar suas causas e efeitos colaterais. Isso porque, o homeopata tende a prescrever medicamentos não para abaixar a febre, mas para ajudar o organismo a completar esse trabalho de defesa mais prontamente e contornar os possíveis efeitos colaterais decorrentes. Em outras palavras, se o quadro febril está ocorrendo por causa de uma infecção, o objetivo do tratamento homeopático será cuidar desta infecção e não do sintoma “febre” que; naturalmente ira reduzir a medida que o seu agente causador é eliminado, trazendo o indivíduo ao seu equilíbrio biológico.

 

Agora que você já sabe que pode tratar as causas e os efeitos colaterais da febre infantil com homeopatia, visite um homeopata e entre em contato com a Renascer Homeopathia, farmácia referência em medicamentos homeopáticos e florais em Nova Iguaçu. São mais de 30 anos de experiência, que garantem a excelência nos serviços prestados. Então entre em contato para esclarecer dúvidas e realizar seus pedidos.